Proteína Do Ovo: Desvende A Ciência Com Nossos Especialistas

A proteína do ovo (como suplemento) é uma maneira de crescer mais ou prejudica o físico? Descubra aqui!

Os ovos carregam uma má reputação há décadas, mas na verdade são um dos alimentos mais saudáveis que existem. Mas como a proteína do ovo funciona como suplemento? É uma maneira de crescer mais ou prejudica o físico?

Sem surpresas, dado o status de principal alimento para quem malha, a proteína do ovo pode ser consumida por qualquer um que precisa de uma proteína de alta qualidade para atender suas necessidades diárias e ajudar no crescimento muscular. A proteína do ovo também é boa para quem tem alergia a soja ou laticínios. Na verdade, como você vai aprender, a proteína do ovo pode ser o que você precisa para atingir seus objetivos físicos. Mas primeiro, é preciso conhecer os prós e contras desse suplemento.

"Proteína do ovo como um suplemento pode ser usado por qualquer pessoa na necessidade de uma proteína de alta qualidade para atender às necessidades diárias e ganso ao longo crescimento muscular."

Desvendando a ciência

Isolar a clara do ovo, pulverizá-la e secar o resto fazendo um pó é o jeito típico de fazer um suplemento de proteína de ovo. Algumas vezes, a gema do ovo é incluída, embora a maioria dos suplementos de proteína de ovo sejam compostos exclusivamente pela clara (também chamada de albumina do ovo). Quando você se depara com o termo "albumina", praticamente a maioria da gordura deve ter sido removida via filtração.

O processo de pasteurização da clara do ovo é uma arte cirúrgica. Assim como com os laticínios, é um processo de aquecimento ultraelevado que mata os micro-organismos. Ainda assim, deixa a proteína, a munição da construção muscular, intacta.

Os fisiculturistas não são os únicos de olho na proteína do ovo. O pó da proteína do ovo sólida também é usado na produção de alimentos e a clara do ovo é usada para dar aquele efeito geral na comida. Um modo de identificar se o pó de proteína tem alta concentração de albumina e baixa concentração de carboidratos, gorduras e agentes gelificantes (goma) é pela espuma criada e sua duração.

Os estudiosos aprovam a proteína do ovo

A proteína do ovo estimula o crescimento muscular e demonstrou aumentar a síntese proteica muscular em estudos de universidades. Esses efeitos devem ser provenientes da alta concentração do aminoácido leucina - aproximadamente 9%. A leucina é o principal aminoácido responsável por estimular a síntese da proteína muscular após as refeições. A única fonte de proteína que contém mais leucina que o ovo é o poderoso soro do leite.

O ovo contém de 10% a 20% mais leucina que a maioria das outras fontes de proteína. A pesquisa de doutorado de Layne demonstrou que a proteína do ovo é mais anabólica que a soja e a proteína do trigo. Além do mais, aumenta a massa magra muscular mais que essas duas proteínas, mesmo em doses iguais.

O corpo digere a proteína do ovo a uma taxa semelhante à da superpoderosa proteína do soro do leite. Após o consumo, essa digestão rápida leva a um forte aumento dos aminoácidos plasmáticos. As células musculares são sensíveis às alterações nos níveis sanguíneos de aminoácidos e esse aumento rápido provoca maior reação da construção muscular, respectivamente.

Pesquisadores da St. Louis University comprovaram que o consumo da proteína do ovo promove a saciedade ao mesmo tempo em que reduz o consumo de alimentos no curto prazo. Assim sendo, o ovo pode ser benéfico para pessoas que querem perder gordura, mas que não querem passar fome. Mas os benefícios não se limitam ao crescimento muscular. A proteína do ovo também é repleta de vitaminas, minerais e micronutrientes importantes. O consumo de ovos possui outros benefícios substanciais além do suporte à musculatura.

Cuidados no consumo

A proteína do ovo é uma fonte rica em leucina, mas o soro do leite possui maior densidade de leucina (9% contra 11%). Isso posto, a OMS afirma que 1% a 4% dos adultos são alérgicos a laticínios. A sensibilidade ao leite, que não é uma alergia a laticínios, possui quase a mesma prevalência. Esses indivíduos podem evitar problemas ao optar pela proteína do ovo. O pequeno diferencial na densidade de leucina é, digamos, um pequeno preço. Aqueles que têm intolerância à lactose também podem optar pela proteína do ovo; embora não seja provável (além do efeito placebo) que terão problemas com o soro do leite por conta das pequenas quantidades de carboidrato ali contidos que são altamente filtradas.

"O corpo digere proteína do ovo em uma taxa semelhante à velocidade de fortalecimento muscular proteína de soro de leite demônio."

Proteína do ovo, não só no café da manhã

A quantidade de proteína do ovo que deve ser consumida depende de muitos fatores que incluem o peso corporal, consumo total de proteínas e se é consumida sozinha ou com outras fontes de proteína. Já que a proteína do ovo é tão rica em leucina em relação a outras fontes de proteína, não é necessário consumir muito para maximizar o crescimento muscular.

Digamos que você é um cara de 90 kg que só consome proteína do ovo. Para maximizar a resposta do crescimento muscular e os ganhos resultantes, consuma de 30 a 40 gramas. Para obter o mesmo efeito com a soja, pode ser necessário consumir 50 gramas.

A proteína do ovo pode ser consumida a qualquer hora do dia com um excelente efeito. Muita gente, obviamente, é a favor da proteína do ovo antes e depois do treinamento. O laboratório do Dr. Stuart Phillips, na McMaster University, comprovou que consumir proteína do ovo mesmo em doses mínimas de 5 gramas após o treinamento melhora a síntese proteica e a recuperação. No entanto, as melhores respostas foram observadas em doses de 20 a 40 gramas.

Já que os ovos são digeridos relativamente com rapidez, muitos fabricantes de suplementos combinaram ovo e soro do leite a proteínas de digestão lenta, como a caseína. O objetivo é criar uma mistura de proteína que oferece uma liberação de aminoácidos mais constante e sustentada na corrente sanguínea. Se isso oferece ou não benefícios extras, é discutível.

Man, this new shake is delicious. I'll call it... wheggsein. Wait, no one will buy that...
"Homem , este novo shake é delicioso."

A história do efeito colateral

Como qualquer suplemento de proteína, o ovo produz reações alérgicas em algumas pessoas. Logo, você aprenderá que os efeitos colaterais incluem gases, inchaços, diarreia e desconforto gastrointestinal. A proteína do ovo aumenta a quantidade de gases mais que o normal. Isso ocorre por causa do alto teor de enxofre da proteína do ovo. Então, nada de consumir em excesso.

Se você foi alertado por seu médico a não consumir o produto por problemas de saúde, evite-o.

Levar para casa

A proteína do ovo é uma proteína de altíssima qualidade a um preço bem em conta, com um leque de benefícios para o fisiculturismo e a saúde. Chega de pisar em ovos!